domingo, 2 de novembro de 2008

DOCE IRMÃO


Deus é tão BOM pra mim!
Quantos presentes ele me dá...

Um dos presentes que ele me deu eu ganhei no dia 31 de Outubro de 1989.
A primogênita da casa e até então a "filha única" perdeu a prioridade na família (já tinha perdido quando o Isakinho nasceu, meu primo)... mas agora era pra valer. Perdi o reinado com quase seis anos de idade e o quarto que era só meu. Comecei a sentir a dor da perda no dia que mamãe saiu para o parto, em Volta Redonda e não quis me levar com ela. Puxa! Que desolação. Com muito custo e demora ele nasceu. Sim, nasceu depois da hora prevista. Minha mãe teve problemas com a anestesia e a demora pra ele nascer, fez com que perdesse a oxigenação e se enrolasse no cordão umbilical, nascendo todo "roxinho". Por um milagre ele não morreu. Deus já havia traçado seu destino de vida e vitórias. Seu primeiro bercinho foi a encubadoura. Doce encubadoura... Destino dos bebês que nascem sem saúde, precisando de cuidados especiais.
Puxa! Minha mãe estava demorando a voltar! Pensava a menininha... Tá demorando em voltar pra casa e trazer nas mãos o peso na barriga que a fez engordar mais de 20 kgs! Eu ia ganhar um irmão. E foram me buscar em casa para que eu visitasse minha mãe e o bebê, doentinho, no hospital. Quando cheguei, logo fui correndo para o quarto, queria ver minha mãe. Minha mãe. Mas quando cheguei... Não a vi somente. Lá estava ele, todo enroladinho, mas enroladinho de verdade numa manta, e ele era carequinha. Bem carequinha. Com uma marquinha vermelha na testa. Grande, gordinho... Um bonequinho lindo! Que delícia. O bonequinho responsável em tirar a minha prioridade a da minha própria casa. Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!
Mas logo tudo ficou bem, voltamos felizes e alegres para o lar, doce lar.

E ele foi crescendo, espertinho que só ele. Chorão, emotivo e com um "doce" problema na língua. Sim, a linguinha presa pra falar o "s", rs. Era mais evidente ao cantar... "quantas vezes, quisestes então mudar teu pensar, teu modo de agir..." Evidentes eram as lágrimas que ele não conseguia conter. Ele já tinha a arte em si. Era artista e chorava ao expressar-se com os dons que Deus já o havia confiado. Reger a mocidade com o papai era normal. Todo domingo, levanta-se no colo da mamãe, esticava os bracinhos e copiava o papai. A referência era o pai, ele queria ser como o pai.
Mas eu tive um grande momento de raiva do meu chorão preferido. Eu tinha um piano, da hering, lindo, rs. Sim, ele era lindo. Um piano pequeno, de madeira e tinha até um banquinho. Ah, como eu tinha cuidado com o meu piano. E ele insistia em abrir a tampa e tocar. Mas tocava com força e gostava de desmontar as teclas. Ele tinha um "chamado" para mexer nas coisas de forma diferente. Tudo ele queria entender como funcionava. E assim foi com meu pianinho, doce pianinho, que mais tarde veio a ser a sua paixão. Perdi o reinado mais uma vez. Minhas aulas de piano, durante quase oito anos no conservatório, serviram apenas para minhas lembranças e formações harmônicas da minha cultura musical. Meu teclado ganhou um novo dono. Ele agora tocava, sobrenaturalmente, mais do que eu. Sim, meu irmão menor era agora o pianista da família! Ah, sem problemas, eu sabia que teria exclusividade pra sempre com ele. Sabia que ganharia um pianista exclusivo e que compreenderia mais que ninguém a minha musicalidade.

Não conformado em apenas tocar, ele queria agora escrever. E compôs sua primeira música. Claro, era uma música para ser executada no piano. Não me lembro o nome, mas lembro que não foi escrita a próprio punho. Ele já usava a tecnologia ao seu favor. Era uma partitura feita no computador! Que menino prodígio. Gostava de inventar, fazia invenções... desmontava as coisas e reinventava meios para melhorar a praticidade do nosso dia-a-dia (tia Milaide que o diga, né Dexter?) Tá que não eram coisas muito usuais, mas ok, que visão que ele tinha da vida, gente? Jogar vídeo-game, estudar, ir pras aulas inglês, música, igreja... E nada mais. Um menino, sempre um menino. Nunca jogou bola ou brincou na rua. Sempre dentro de casa, cheirando a lavanda Johnson e pedindo cafuné na cabeça e que coçasse as costas...
Voltemos a partitura do piano. Que nada... Ele queria escrever mais agora. Agora já sabia mexer no programa (me esqueci o nome, mas antecedeu ao Sibelius, rs) e outra Elaine, surgiu na vida dele. Dessa vez foi a Elaine de Jesus. Visitando nossa igreja e ela conversando conosco (pai e mãe) e com ele, que acabou contando que escrevia cifras, o contratou para escrever as cifras do seu cd para o seu site. Ah... sim, ela o contratou porque queria pagar pelos seus serviços! E pagou. Pagou um bom dinheirinho na época e ele, esperto não rejeitou. Ele devia ter uns onze anos na época, era um menino. E papai, que sempre comprava arranjos pra mocidade, percebeu que teria um arranjador em casa. Quanta comodidade! Eu, um pianista, papai, um arranjador! Uau... O ladrão da minha proridade poderia ser útil, hum, até que não foi tão ruim assim dividir o quarto. Sim, o arranjo... "Deus dos deuses", essa foi a música. Lindo, lindo... arranjo que até hoje é executado na igreja pela orquestra, ele escreveu pra todos os naipes, inclusive pras cordas. E ele era um menino! E ele tinha uns catorze anos, não mais que isso. Daí pra frente, aprender a programar no seu Fantom foi só um detalhe... E eu, percebi que ministerialmente, o presente que havia ganhado havia se tornado essencial na minha vida. Ministrar com ele ao teclado era prazeroso, ele esticava as canções e me mostrava que poderia, com liberdade, sem play back, ministrar espontaneamente nas minhas apresentações. O prazer que ele tinha em levar seu teclado, sempre pesado e maior do que ele era visível e ele não precisava mais ser conhecido como o irmão da Elaine Castro, ou filho do Pr. Eli Viléla. Ele já tinha identidade, ele já tinha seus próprios méritos. Ele era o Jônatas Castro, ou melhor, Jojô.
Conhecer grandes nomes da música gospel, tocar com eles, no furo do tecladista, passou a ser comum. Uau, ministrar ao lado do Bispo Bené Gomes, e ele era só um menino. Quantas oportunidades Deus o deu para estar ao lado de príncipes e assentar com eles na mesa do rei. Sim, ele era príncipe também. Um doce príncipe, menino príncipe.

Ele foi crescendo, desenvolvendo. Suas referências, que são bem similares a minha, o fez crescer como músico, arranjador, compositor (podemos dizer que estamos numa fase rock and roll, rs, já passamos por tantas, mas sinceramente, enxergo essa como a melhor, a mais plena, a mais rica, a mais abundante em Deus). Hoje não consigo mais dar vida as minhas canções sem que ele esteja ao meu lado. Difícil é conciliar nossas agendas. Ele não mora mais em casa. Está estudando, fazendo faculdade. Não é mais um menino. O menino passou para quatro universidades federais. Estudou, se consagrou, fez um propósito com Deus, que atendeu as suas orações. UFF, UERJ, UFRJ e UFJF. E nesta última ele cursa Ciências da Computação, está no segundo período e residindo em Juiz de Fora-MG.

Mas Deus, que tem propósito nos nossos encontros, sempre prepara um jeitinho de nos unir, sempre para que mais uma pérola nasça para o seu louvor. São algumas canções embaladas pela nossa arte e por nossos corações adoradores desejosos pela presença de Deus. Motivo de alegria para nós é poder saber, que com nossos talentos, podemos alcançar o coração do Pai. Tocar seu coração, chamar a Sua atenção, mostrar ao mundo que dois jovens separados dos prazeres carnais e vivendo desde crianças o sonho Dele, podem ser felizes na mais pura essência da vida é sempre um desafio. Mas que aceitamos, sempre monitorados pelos responsáveis da nossa existência, papai e mamãe. Um desafio que tentamos vencer a cada dia da nossa existência.

Temos nossos quartos separados. Eu o meu e ele o dele. Não precisamos mais dividir um e isso é uma benção, mas usamos o dele para criar as canções (claro, todos os equipamentos, teclados, laptop... estão no dele, eu só fico olhando e pensando, como pode, meu irmão conseguir fazer tudo isso, assim, Deus o ensinou!). Isso é um milagre, porque ele tem habilidades profissionais e está gerando comigo meu novo cd, fazendo as pré-produções e dando forma as canções com arranjos lindos, modernos, sensíveis, espirituais e ungidos.
Não é muito difícil imaginar o futuro dele, meu irmão. Seu amor e paixão pela arte, dom de Deus, o faz ser grande, o engrandece. Mas seu eterno jeito de menino o atrai para a presença de Deus, como criança, pedindo a mão do pai para atravessar a rua.

Minha música não existe sem a sua, Jojô, meu doce irmão. Se eu sinto saudades de você, imagine Jesus, que deve ficar desesperado quando o atrai pra Ele e por algum motivo não o encontra. Sua vida é um mistério. Seu talento e dons naturais, foram dados e aperfeiçados em Deus para alcançar as nações. Seu futuro depende de você, das suas decisões, porque Deus o escolheu para uma grande obra e marcar nossa geração e as outras que virão.

Amo você, meu irmão... Doce irmão. Amado por mim, pelo meu pai, pela minha mãe e por Jesus (e pela Sara também...rs).

Eu, papai (Pr Eli) e mamãe (Laureci)

31/10 - aniversário de 19 anos do meu irmão eu, atrasadamente, fiz essa homenagem pra ele...rs.

15 comentários:

Sara disse...

aaah, q liiindo o texto! amei... quase chorei aki... eauheuheuhue...
eh, eu tenho um namorado que é uma benção e bem usado por Deus... e agradeço a Ele por isso... ^^
ta lindo cunhada, ótima homenagem... =D
parabens pelos textos, continuo falando.. vc escreve super bem... xD
beeeeijos

Tatá disse...

Nossa....mui lindoooo!!
Vcs são bênçãos...sua família, a gradeço a Deus por ter vcs como amigos há tanto tempo...
Amo vcs...
e o Jojow merece td d melhor tbm...
Bjuuuu

Pr Eli Vilela disse...

Elaine, o que mais posso acrescentar a esse lindo texto que você escreveu em homenagem a seu irmão. Quando você e seu irmão nasceram eu os entreguei nas mãos do Senhor, gerados por mim, mas são propriedades do Senhor. Sei que com isso sofremos muitas vezes, pois não queremos entender os caminhos que Deus tem traçado para vossas vidas. Mas, o que posso dizer é que, estar caminhando com o Senhor, certamente grandes bênçãos alcançarão. Os sonhos não terminaram, estão somente no começo, o que Deus projetou para a sua vida e a de seu irmão é tremendo, portanto continue, lute por conquistar, mas sempre na presença dEle. Saiba de uma coisa, vocês são milagres nas mãos do Senhor. Eu me sinto feliz, sua mãe também não o é diferente, temos duas jóias preciosas que Deus nos deu, levitas do Senhor, que carregam a Arca, que representa a Glória do Senhor. Por onde vocês caminham marcas tem sido deixadas, que mudam a trajetória de muitas vidas que vem aos pés do Senhor Jesus. Deus te abençoe minha filha, Deus te abençoe meu filho. Sejam verdadeiros servos do Senhor e façam a diferença por onde quer que vocês estejam e coloquem a planta de vossos pés.
Papai ama vocês muito....o que faço e continuo sempre fazendo é orar por vocês.
Beijos!

Puro Feeling disse...

Parabéns Jojô rs
Agradeça ao Senhor por esta benção de irmã que vc tem , uma queridonaaaa amiga que Jesus me deu.
Fiquei maravilhado com os milagres que Jesus tem operado na sua vida, glorifico mais e mais a Ele por isso.E acredito que issu e so o começo da grande Obra.

Jesus te abençõe amado ..Abraçãoo

Camila Freire disse...

Que benção é ter uma familia rendida e arrependida aos pés do Senhor.
Que Deus possa preservar isso na tua vida e que a tua familia possa render frutos para obra de Deus continuamente.

Deus te abençoe Elaine.
Tá lindo o Blog!

monik disse...

bom... a principio to sem palavras.
eh lindo, um texto comovente
se eu fosse o Jojo te abraçava e nao largava mais!rs
parabens Nani! Um belo texto
Realmente mostra todo carinhu e admiração q vc sente por seu irmao!
E realmente esse mininu eh uma benção!
bjux

Milaide disse...

Issotudo é o Jojo, dester de Jesus!! kkkkli e revive cada momneto da historia que ja se passaram dezenove anos!!! E como passou rápido!!!! mas me lembro de cada detalhe explicito tão melodicamente por Elaine, verade verdadeira, momento vividos tão intensamente ao lado de Cristo, separado de forma ate incompreensível, com uma felicidade e satisfação mais incompreensível ainda!!! Jojo foi separado e sempre foi feliz, soube conquistar seu espaço e ser respeitado pelo que é, agora um homem de Deus, com essencia de criança cheirando ainda a bebê kkkk pra nós ne???? e pra DEus tambem, porque é um menino sensível, amável, perfeccionista, também, sempre tentou copiar o pai kkkkk lembro-me dele rejendo a mocidade ou tocando seu saxofone de plastico kkkkk uma graça, nosso jojozinho que me ajudou tanto na faculdade me socorrendo qdo meus trabalhos sumiam e eu não sabia pra onde, mas o Jojo os achava e ue dava glorias e uns trocado pra ele e como me alegrava qaundo ele saia pulando como se tivesse ganhado milhões, sabe o que é isso??? sempre valorizou o pouco e Deus vai te dar muito ainda meu fofo sobrinho. Te amo, te admiro,e te abençoo.
Tia milaide

Daniele disse...

texto lindoooooooo...
amiga linda! bjão!

Bloghost disse...

Mto maneiro! xDD Esse rapazinho eh frenético! huah

Rosa Kechichian disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rosa Kechichian disse...

Eh isso mesmo parabéns pela bela família, pessoas muito especiais e que agradeço a Deus pela amizade de vcs. Amigos infelizmente são poucos, mas os poucos, de muita qualidade e vcs estão nesta lista!
Deus continue derramando sobre a vida de vcs muitas e muitas bençãos !

Ariele disse...

Li com maior prazer..e me encantei com o amor e admiração que vc tem pelo Jonatas,
Que Deus continuee abençõando vc's quem sabe vc's se tornem como "Rayssa & Ravel" dois irmaos e um grande ministerio..rs
BEIJO

Elisabeth Lorena Alves disse...

PArabéns pelo texto maravilhoso que poostou em homenagem ao aniversário de seu irmão.Quanto a mim, continuo anonimamente te admirando...
Que Deus te abençoe sempre..
Elisabeth ALves

Hállan Nunes disse...

Ohh q emoção ( quase chorando),
sempre me identifico c/ essas historias, pois desde pequeno vivemos coisas tão incriveis, e perceber q Deus ao ter nos escolhido nos trata com tanto cuidado e amor, dá p/ notar a diferença em td.Deus permita q sempre (de um jeito ou de outro, ou de qualquer jeito)estejamos juntos, contado historias rindo de "bobeiras", ou simplesmente um ao lado do outro !!!
Melhor coisa é cantar kando ele tah "teclando", naum importa a altura (^^), é bom mesmo !!!


Jojo , Vlw , Sempre ...

Fabricia Nathália,Deus de Conquista disse...

Ola amiga sei que Deus tem seus caminhos e seus projetos e aprendir com você muitas coisas lembrar como adorar a Deus e ser uma verdadeira adoradora saiba que vc e muito especial !!!!!! para mim amo você beijos