quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Barba? Ter ou não ter?


Li sobre a história de um moço, chamado Ezequiel, que em um dia de ensaio do coral de sua igreja, decidiu ir com a barba cerradinha, um pouco..crescida. Na verdade ele desejou dar um descanso à sua pele das lâminas da gilete.
Coitado, sofreu o desprezo dos irmãos e os olhares julgadores...o ensaio não fluía! "Deus estava triste com o pov" e a causa? Claro, a barba do pobre Ezequiel.
Daí, o pastor marcou uma reunião com os coristas...Lá, avisou que não permitiria que ninguém afrontasse as tradições e regras daquela igreja e falou rispidamente com o irmão Ezequiel, que ficou envergonhado pela situação que causou no ensaio.
Ele, com seu jeito doce e calmo, perguntou ao pastor: "Pastor? Me mostre um embasamento bíblico para essa proibição. Por que eu não posso deixar minha barba crescer? Que mal tem nisto?"
E o pastor, com um ar de vitorioso, desprezou todos os textos bíblicos que falam dos homens de Deus barbudos, e leu em Gênesis 41:14... sobre quando José "barbeou-se"..."Então mandou Faraó chamar a José, e o fizeram sair logo do cárcere; e barbeou-se e mudou as suas roupas e apresentou-se a Faraó."
Ahhhhh... ele falou o seguinte:" José passou anos na prisão e não podia se barbear", e fez o questionamento mais absurdo que pude ler..."Como um homem de Deus poderia se apresentar barbudo diante de um rei. Se José fez a barba para Faraó, vc não pode estar barbudo para Deus."
E Ezequiel se calou, ficou rubro, abaixou a cabeça e ficou envergonhado, diante de tal repreensão.

Forçar textos bíblicos para exprimir uma doutrina de homens é completamente falácia diante de Deus.
Estou me cansando dessas forçações de textos que são interpretações falsas e coibem o uso da inteligência e hermenêutica bíblica.

Pense!


Ah, a história do Ezequiel foi extraída desse livro.

6 comentários:

Anônimo disse...

Saudações no senhor jesus, parabéns pelo blog.
Li esse livro em dois dias, e como me abriu a mente. Realmente os argumentos do autor são fortes e bíblicos.
Infelizmente em muitas igrejas o povo e certos obreiros, são fariseus e tem a mente fechada quanto as doutrinas bíblicas ou seja, misturam usos e costumes com doutrinas bíblicas.

Abraços no amor de cristo - Pb. João Eduardo Silva - AD Min. Belém - SP.

Lilian disse...

é vrdd... como tenho me cansado disso... apenas oro para que Deus dê sabedoria a todos e a mim tbm...

Anônimo disse...

Saudações no senhor Jesus, é lamentável que a igreja de hoje continua passando por esse ANALFABETISMO BÍBLICO. Onde eu congrego mesmo,´muitas vezes ouvimos cada besteira, que dá vontade de pegar a bíblia e ir embora pra casa.
Muitos irmãos insistem em colocar usos e costumes no mesmo pé das doutrinas bíblicas.
Se os usos e costumes salvam, logo o sacrifício de Cristo na cruz foi em vão, e a salvação não é pela graça é pelas obras, ou seja, para ser salva é só a irmã não usar brinco e calça comprida. Meu Deus quanta pataquada que ouvimos certos obreiros ensinarem (Obreiros????).

Abraços no amor de Cristo - Pb. João Eduardo - AD Min. Belém SP.

Alinne disse...

Concordo!

Texto fora de contexto gera pretexto.


Parabéns pelo blog Elaine!
Deus lhe abençõe grandemente.

Anônimo disse...

Graça e Paz,
Não podemos viver no conformismo e achar que não temos direito de falar o que pensamos, claro, estou me referindo a falar dentro dos contextos bíblicos, não falar o que achamos ser certo ou errado sem termos referencias Bíblicas. Não podemos viver a mercê de pessoas que acham que "sabem" tudo e que podem proibir, se não tem nenhum embassamento Bíblico. Temos que viver um Cristianismo sadio, onde o Sacrificio de Cristo não se torne em vão, como já foi dito, não podemos pensar que a Salvação vem pelas obras e pela forma de nos vestir. Não podemos invalidar o sacrificio de Cristo, mas temos que acreditar que Cristo morreu por mim e por você e a Salvação vem pela Graça. Uso e costume vem dos homens a Salvação vem através da pessoa bendita de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
Deus te abençoe e continue escrevendo.
Abraços
EVS

Denise Malafaia Cerqueira disse...

Amei, Elaine!
Muito oportuna,esta palavra.
Bjs e paz!